Alfa Romeo Spider 1996 - Detalhe

O interior sombrio deste Alfa e a falta de alguns detalhes justificaram algumas alterações:

- Detalhamento de motor;
- Pintura das linhas de escape;
- Alteração da cor dos interiores de cinza para "amarelo deserto";
- Alteração da cor da bagageira de cinza para "amarelo deserto";
- Detalhamento do interior;
- Tapetes pretos;
- Lavagem e polimento da carroçaria.


Desmontado e já preparado



O motor



A linha de escape



Montagem de interiores



Comparativos



Motor)
 

 
Bagageira)
Cockpit)

0 comentários:

Alfa Romeo Spider 2006 by Welly

O Spider tem um lugar eminente na história da Alfa Romeo. Começou com o Alfa Romeo Giullieta Spider nos anos 50, passando pelo Duetto e o Spider lançados nos anos 90. O lugar conquistado pelo Spider na tradição Alfa Romeo deve-se ao facto de este representar o espírito de liberdade associado ao automóvel e á marca. O último dos Spider, surgiu em 2006 e não foge aos princípios dos seus antecessores. Tem a mesma simplicidade, o carácter de um verdadeiro desportivo e superioridade tecnológica.


Desenvolvido por Pininfarina em cooperação com o departamento de design da Alfa Romeo o Spider espelha o traço italiano. Todos estes factores levaram à conquista do prémio “Cabrio of the Year 2006” na sua apresentação no salão de Geneva.















0 comentários:

Alfa Romeo Giullia Sprint GTA - 1965 by Road Signature

Em 1963 a Alfa Romeo apresentou o protótipo do Giulia Sprint GT coupé como sucessor do Giulietta Sprint. As vendas tiveram início em 1964.


O Giulia GT foi desenhado por Bertone e o motor de 1570cm3 derivou do Giulia Sedan.

Em 1965 a transformação do Giulia começa e estreia-se na Subida de Trento-Monte Bondone. O carro conquistou o 1º lugar na classe 1600 GT.

Em 1966 a Auto Delta integra a Alfa Romeo. A divisão desportiva da Alfa desenvolveu um carro para competição que, esteticamente, se assemelhava à versão normal de estrada. Estes carros tinham a designação GTA em vez de apenas GT, o 'A' significava "Alleggerita", italiano para “peso leve”. Desde então a actividade da Auto Delta centra-se na modificação e preparação de carros de turismo.

Inicialmente, o Giulia GTA teve o mesmo motor que o TZ2 (1570cm3) que após alterações consegue atingir 175cv.A versão de série debitava 115cv às 6000 rpm.


O Giulia GTA na versão 1600 atingia um peso de 700kg e velocidades superiores ao 200 km/h. O GTA tinha painéis de alumínio no lugar dos de aço, jantes em liga leve, janelas em plástico transparente e interiores pensados para reduzir o peso ao máximo.

Graças ao trabalho da Auto Delta, o carro apresentava um comportamento em estrada fora do comum. Mesmo competindo frequentemente com o Porsche 911, os Alfa Romeo não experienciam qualquer complexo de inferioridade e na Alemanha em 1967, na pista de Nurburgring, os GTA classificam-se em 1º, 2º e 4º lugares.

O carro tornou-se invencível na sua classe. Registou centenas de vitórias (mais de 200 só na época de 1966), dezenas de títulos nacionais (até nos EUA e América do Sul), três Europe Challanger para carros de Turismo (1966/67/69) e um Campeonato Europeu de Montanha em 1967.

A lenda dos GTA perdura até aos dias de hoje.






















0 comentários: