Lamborghini: Grupo



As fotos do grupo Lamborghini.













0 comentários:

Lamborghini Aventador 2011 by Mondo Motors


O Aventador LP700-4 foi apresentado ao público no Salão de Genéva a 28 de Fevereiro de 2011, 5 meses após a sua primeira apresentação em Sant'Agata Bolognese.


Com o nome de código LB834, o Aventador foi criado para substituir o Murciélago, um modelo com 10 anos no activo, como a bandeira do alinhamento da Lamborghini a partir de 2011. Logo após a sua apresentação, a Lamborghini anunciou que mais de 12 meses de produção do novo modelo já estariam vendidos, começando a entregar as primeiras unidades a partir da segunda metade de 2011.


Relativamente ao nome desta máquina, segundo a Lamborghini, “Aventador” era o nome do touro que entrou à praça em Outubro de 1993 na Arena de Saragoça, conquistando graças à sua bravura o "Trofeo de la Peña La Madroñera".


Não é preciso fazer uma grande pesquisa para perceber que o novo Aventador LP700-4 segue a mesma linguagem de design que os recentes Reventon e Sesto Elemento. O modelo foi concebido no Centro Stile Lamborghini em Sant’Agata Bolognese e tem por inspiração a aeronáutica moderna e os aviões mais rápidos e ágeis do mundo.
Este supercarro tem 4,78 metros de comprimento, 2,26 metros de largura e apenas 1,14 metros de altura. As proporções e construção foram calculadas com especial atenção ao resultado aerodinâmico. Todos os elementos de aerodinâmica estão integrados na carroceria, desde o spoiler dianteiro até ao difusor traseiro. O spoiler traseiro é móvel e controlado eletronicamente.
Como uma das características dos mais distintos Lamborghini desde o Countach, as portas dos tripulantes abrem em direcção ao céu.


Os clientes podem escolher a cor do seu Aventador a partir de uma paleta de 13 cores em pastel, metálico, nacarado ou matte. Estas incluem os recentes tons Grigio Estoque, Arancio Argos, AD Personam, Nero Nemesis, Bianco Canopus e Marrone Apus.
O interior em pele de cor única está disponível em Nero Alde ou Marrone Elpis, com a costura contrastante numa de diversas cores. O interior em dois tons é disponibilizado em duas linhas. Para a Bicolor Sportivo, a cor de base é preto com contraste em laranja, branco, amarelo ou verde. Na linha Bicolor Elegante é disponibilizada uma harmoniosa combinação de tons de castanho.


Se nos recordarmos de quando entrámos no cockpit do Reventon (a grande maioria deverá tê-lo feito como eu, imaginariamente), sabemos qua a Lamborghini iniciou aí o exercício de transformar o tablier num cockpit aeronáutico. Os irreverentes manómetros, semelhantes aos de um avião caça, são uma das evoluções tecnológicas que surgem agora no Aventador. A informação de navegação surge num mostrador LCD enquanto um sistema completamente independente e um outro LCD controlam o sistema multimédia e de navegação.


O Aventador vem equipado com ABS, distribuição electrónica de travagem, controle anti derrapagem, direcção servo-tronic sensível à velocidade, ajuda ao arranque em subida e claro, o controlo de estabilidade ESP. O spoiler traseiro e as entradas de ar laterais são controlados electronicamente. O sistema Drive Select permite que a configuração do carro (motor, transmissão, diferencial, controlo de estabilidade e direcção) seja definida de acordo com a preferência do condutor, estando disponíveis 3 modos modos: Strada, Sport e Corsa.


Uma afirmação da Lamborghini é de que um motor V12 será sempre a única fonte de força para os seus supercarros. Contudo, com o Aventador, chegou o momento de desenvolver uma nova versão do lendário V12, nascendo assim um novo V12 de 6.5 litros, com um layout AWD que produz 700cv às 8.250rpm. É o primeiro Lamborghini desenvolvido de raiz desde o Countach. Este motor é capaz de ir dos 0 aos 100km/h em 2,9 segundos, atingindo uma velocidade máxima de 350 km/h. Tendo o Aventador um peso total de 1575kg, o motor gera um rácio de peso/potência de 2,25kg/cv.


A caixa ISR permite ao aventador passagens de caixa quase simultâneas. Esta caixa vem com dois modos e mudanças de 50 milissegundos, estas funcionam de forma a que quando uma das hastes está ainda a sair de uma mudança a outra está já a entrar na mudança seguinte. Outro aspecto importante desta nova transmissão vai de encontro ao objectivo da Lamborghini de tornar os supercarros cada vez mais leves. A transmissão ISR pesa apenas 79kg, significativamente mais leve que qualquer outra transmissão DSG comercializada.


O monocoque do Aventador, tal como a carroceria e chassis, é completamente construído em fibra de carbono. O habitáculo pesa no seu todo 147,5kg. O Aventador tem também um sistema de suspensão concebido com base na tecnologia de Formula 1.


A Lamborghini tem trabalhado com base num sistema de encomendas desde sempre, e os objectivos de vendas têm de ser cumpridos sem que uma unidade fique disponível para venda no salão de um distribuidor autorizado. Ao todo, 4000 unidades serão produzidas, 99 a menos que o número de Murcielago. Fazendo a estimativa de vendas com base nos resultados do Murcielago, a produção de mais que 4000 unidades faria com que o Aventador deixasse de ser rentável. De acordo com a Autocar, “os moldes para fibra de carbono que são utilizados para construir o monocoque deste automóvel podem ser utilizados no fabrico de 500 unidades até ser necessária a sua substituição”. O preço de um Aventador é equivalente ao custo dos 8 moldes necessários para a produção das 4000 unidades.


Informação Técnica
Cilindrada: 6498cm3
Potência Máxima: 700cv @ 8250rpm
Binário Máximo: 690.0Nm @ 5500rpm
Posição / nº de Cilindros: V12
Válvulas por Cilindro: 4 Válvulas
Disposição do motor: Central / Longitudinal / Traseira
Tracção: AWD
Caixa de velocidades: 7A

Dimensões, Aerodinâmica e Peso
Tipo de carroceria: Coupe
Nº de portas: 2
Nº de lugares: 2
Peso bruto: 1575kg
Comprimento: 478cm
Largura: 203cm
Altura: 113.6cm
Distância entre Eixos: 270cm
Largura eixo dianteiro: 172cm
Largura eixo traseiro: 170cm
Travões fente: Discos Ventilados ABS (380mm)
Travões trás: Discos Ventilados (355mm)
Pneus frente: 255/35 R19
Pneus trás: 335/30 R20

Prestações
Velocidade máxima: 340km/h
Aceleração 0 to 100 km/h: 2,90s


Modelo 1:18
Esta é mais uma entrada low-cost na minha colecção de Touros. Na minha opinião a Mondo até fez um trabalho bastante aceitável no Reventon, melhor que este Aventador. Ainda na linha low-cost creio que o Bburago será uma opção melhor, mesmo considerando que a sua escala não é 1/18 mas sim 1/19. Excluo a AutoArt porque aí falamos de um modelo 5 vezes mais caro.

Este trabalho da Mondo vem na cor Arancio Argos. Globalmente não deslumbra, tem um exterior correcto, mas os faróis e entradas de ar laterais são pontos que mesmo num modelo budget poderiam estar melhor. No interior temos os bancos em dois tons, sendo o laranja utilizado muito brilhante e escuro. No que respeita a tablier e manómetros também não se encontra grande detalhe ou precisão de escala.
Não é no motor que encontramos o ponto forte deste modelo, sendo este uma representação modesta, que apesar de tudo, apresenta o novo sistema de suspensão do Aventador. No que respeita a “dog-legs”, se as da tampa do motor são grandes, as da tampa da mala são enormes.

Contudo nem tudo é mau, o molde está razoável, o conjunto jante/disco está bem conseguido, e o logo dianteiro está integrado na carroceria, um detalhe que o modelo da Bburago não cumpre. E, ao final do dia, esta é a opção barata de escala correcta (para colecionadores 1:18). 

Este foi o último da série Lambo Low-Cost. Embora parcos em detalhe, o conjunto das máquinas cria uma bonita e colorida exposição.








































0 comentários: